Vai ser Hospitalizado? Exija Avaliação de Risco Trombótico!

Uma grande parte dos casos de tromboembolismo venoso (TEV) ocorre durante internação hospitalar, tanto para tratamento de problemas clínicos como para cirurgias.

A principal causa desse risco trombótico está relacionado a menor mobilidade dos pacientes, que estão acamados. Isso propicia circulação sanguínea lentificada com propensão a formação de coágulo nos vasos.

As boas práticas de segurança hospitalar preveem avaliação de risco trombótico a todos os pacientes nas primeiras 24 horas de internação.

Isso é feito através da aplicação de um questionário pelo médico ou enfermeiro sobre várias situações de risco.

A pontuação desse questionário vai quantificar o risco de trombose de cada paciente.

Aqueles que forem de alto risco devem receber anticoagulação. O anticoagulante de escolha no ambiente hospitalar é a enoxaparina em baixas doses.

É seguro e pode ser utilizado mesmo em pacientes no pós operatório, no geral, sem risco de sangramentos.

Importante:
Pessoas com antecedente de trombose, portadores de trombofilias, idosos ou com doenças preexistentes são de alto risco para TEV.

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *