Trombose Venosa – Como Reconhecer?

No meu dia a dia, recebo muitos questionamentos de pacientes e até mesmo de amigos e familiares com relação ao reconhecimento da trombose. Muitos chegam ao consultório com o grande temor de ter a doença e não fazer o diagnóstico precoce. Dizem ter inchaço crônico nas pernas sem nunca ter descoberto a causa.

Calma, pessoal, muita calma!
Elaborei esse post para tornar o diagnóstico da doença mais claro.

Primeiro, vamos a algumas considerações gerais sobre a doença:

Trombose Venosa Profunda (TVP) é a presença de coágulos (trombos) nas veias do corpo. Em 80% dos casos os trombos estão localizados nas pernas. Entretanto, qualquer local do corpo pode ser acometida pela doença: cérebro, abdômen, membros superiores.

A complicação mais grave da doença é a Embolia Pulmonar (EP). Essa situação se deve ao desprendimento dos coágulos das pernas para a artéria pulmonar.

É importante ressaltar que na grande maioria dos casos, a TVP é secundária a algum fator de risco. É preciso haver um desarranjo em um desses três elementos para instalar a doença: vaso (lesão vascular), fluxo sanguíneo lento (estase) ou hipercoagulabilidade do sangue.

Atente-se aos fatores de risco:
1) Imobilização: internação, pós operatório, trauma, viagem aérea prolongada;
2) Hormonais: pílula, reposição hormonal na menopausa, gestação, pós parto;
3) Câncer;

Vamos agora aos sintomas da trombose mais prevalente que acomete as pernas. Nota-se que a TVP, na grande maioria dos casos, é unilateral.

1) Edema (inchaço): consistência empastada;
2) Dor na perna;
3) Aumento na temperatura local;

Na EP os sintomas são de insuficiência respiratória

1) Dispnéia (falta de ar);
2) Respiração curta e com dor;
3) Casos mais graves: cianose (cor arroxeada da pele), desmaio, choque;

Esperamos ter contribuído para melhor esclarecimento da doença.

Qualquer dúvida pode entrar em contato conosco.

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *