Tive trombose! Meu filho corre o risco de ter a doença?

‍‍‍ A trombose venosa é uma situação que carrega um potencial hereditário.

Já foram detectados vários genes de risco para doença.

Entretanto, lembramos que a doença é multifatorial, sendo também importantes fatores de risco adquiridos como: idade avançada, hormônios (pílula e reposição hormonal), pós-operatório, câncer, entre outros.

A trombose que está mais relacionada a hereditariedade é aquela que acomete pessoas jovens (idade menor a 50 anos) ou de modo espontâneo (sem outros fatores de risco) ou histórico da doença na família.

São esses casos que exigem uma pesquisa laboratorial minuciosa de trombofilia e os pacientes devem ser alertados da predisposição dos seus filhos terem a doença.

Entretanto, meus queridos, mesmo que você tenha uma trombofilia hereditária nada de pânico, medo de engravidar ou exigir investigação de trombofilia dos filhos.

Trombose hereditária em criança é raríssimo!

Mesmo pessoas que nascem com trombofilia tendem a ter a doença após a infância.

⚠️ O mais importante é conscientização sobre a doença, fatores de risco e prevenção.

‍⚕️ Procure auxílio especializado para avaliar a necessidade, tipos de exames e o melhor momento para investigação dos filhos.

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *