Ivermectina e Covid-19

FAKE

Não há comprovação da eficácia da Ivermectina contra o COVID-19 em seres humanos. Portanto, a droga não promove a cura ou previne a infecção.

VERDADE

Um estudo australiano mostrou efeito da Ivermectina na redução da replicação viral do COVID-19 em laboratório.

Nas últimas semanas muito se tem falado sobre o antiparasitário Ivermectina no combate ao novo coronavírus.

Isso ocorreu devido um estudo australiano que mostrou que a droga inibe a replicação viral. Mas atenção, a conclusão real da pesquisa foi disseminada equivocadamente nas redes sociais.

Trata-se de um estudo in vitro, ou seja, restrito a um tubo de ensaio laboratorial.

Há uma grande diferença entre esse tipo de estudo daqueles realizados em organismos vivos.

Testes laboratoriais também mostraram o efeito da Ivermectina contra o H1N1, Zica, HIV, porém após avaliação da droga em humanos não foi mostrado eficácia.

Por isso, para uma medicação ser lançada no mercado ela tem que passar por várias etapas de investigação que engloba análises em laboratório, animais e só depois em seres humanos.

Além do que é necessário definir a dose da medicação. No caso da Ivermectina, a dose antiparasitária preconizada da medicação é bem menor da mostrada ter efeito antiviral in vitro.

Por fim, não há comprovação da eficácia da droga em humanos, sendo assim, não deve ser usada no tratamento ou prevenção da COVID-19.

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *