Doenças mieloproliferativas

Você sabia que doença na médula óssea pode levar à trombose?

Doenças mieloproliferativas são problemas da médula óssea, onde há hiper proliferação das células sanguíneas.

O paciente vai apresentar alterações no hemograma como aumento de glóbulos brancos (leucocitose), células vermelhas (policitemia) ou plaquetas (plaquetose).

Nessas doenças, ocorre uma mutação nas células tronco da médula óssea.

São 3 tipos de doenças mieloproliferativas:
Trombocitemia essencial;
Policitemia vera;
Mielofibrose;

Essas doenças levam aumento na viscosidade sanguínea com maior risco de trombose tanto nas veias (TVP) como artérias do corpo (AVC/derrame cerebral).

Pode haver outros sintomas como:

Dor de cabeça crônica;
Rubor facial;
Vermelhidão;
Dores e formigamento nas pontas dos dedos;

Muitas vezes ela é silenciosa e a única forma de diagnóstico é um hemograma anormal.

O objetivo do tratamento é reduzir o risco de trombose, através do uso de aspirina e/ou quimioterapia oral chamada hidroxiureia.

Alguns pacientes vão necessitar anticoagulação definitiva.

Nos casos de policitemia vera são indicadas as sangrias, que são procedimentos de retirada de sangue.

O diagnóstico é feito através do mielograma e biopsia de medula óssea.

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *